Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão reabre em Natal/RN 05/05/11

Prefeitura Municipal do Natal, por meio da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) retoma nesta sexta-feira, (6), as atividades do Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão. Fechado à visitação há um mês, para realização de trabalhos internos de manutenção, o museu reabre com seu acervo com mais de duas mil peças em exposição, das mais diversas expressões populares do Rio Grande do Norte.

Após os trabalhos de manutenção, o Museu será aberto e pronto para ser redescoberto pelos visitantes que poderão encontrar uma renovada exposição permanente. O acervo recebeu cuidados especiais e as peças passaram pelo processo de limpeza e higienização, além da dedetização do espaço físico e reorganização do espaço e do acervo.

Para o chefe do Departamento de Patrimônio Cultural da Funcarte, Vatenor de Oliveira, a paralisação das atividades para os trabalhos internos de manutenção é de fundamental importância para a conservação das peças, além de possibilitar uma melhor apresentação do valioso acervo da arte popular aos visitantes.

“Buscamos melhorar as condições para que o museu possa receber bem os visitantes. Tendo em vista que o museu possui a maior coleção popular do estado’’, Ressalta Vatenor.

As visitações ao museu acontecem de terça a domingo. A entrada é gratuita. Informações pelo telefone: 3232 8149.

O Museu

Localizado no antigo prédio da Rodoviária de Natal, no bairro da Ribeira, o museu reúne um acervo expressivo da Cultura Popular Potiguar. E contempla elementos que remetem ao contexto da religiosidade, das brincadeiras, danças, esculturas em madeira e barro, artes plásticas e um acervo de documentários que mostra as práticas culturais produzidas pelos potiguares.

Em termos de apresentação de acervo, projeto expográficos, é considerado um dos museus de Cultura Popular mais moderno do Brasil. A exposição permanente é formada por elementos da religiosidade, danças, bonecos de João Redondo, brinquedos, esculturas, cordéis e exibição de vídeos documentários dos fazeres e saberes do homem potiguar. As instalações são totalmente climatizadas; possui um auditório com capacidade para quarenta e cinco pessoas, com equipamentos de projeção; elevador e banheiros adaptados para pessoas com necessidades especiais.

Informações: DN On Line


Você pode deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu site.

Deixe uma resposta

close comment popup

Leave A Reply